Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

UBER OU TRANSPORTE CLANDESTINO

Compartilhe:
taxi

Quando chegou ao Brasil, em 2014, a proposta era de revolucionar o serviço de transporte individual de passageiros. O UBER sofreu restrições, principalmente dos taxistas que não aceitavam a concorrência movida pela tecnologia. Em alguns casos, a violência pautou a discussão.

 

Em Butiá, a nova modalidade de transporte de passageiros sempre foi marcada pela desconfiança e protestos dos taxistas legalizados. Já houve diversas formas de manifestações contrárias às operações do Uber, na cidade.

Atualmente a situação parece insustentável, com os taxistas alegando que não existem carros operando pelos aplicativos. – São motoristas que estão fazendo serviço clandestino. É concorrência desleal, pois não pagam impostos, usam carros sem condições e manutenção e não pagam a taxa para o sistema UBER, alegam os motoristas.

A Rádio e Portal Atualidade desde terça-feira tenta contato com o sistema UBER, mas todos os telefones encontrados nas redes sociais conectam a uma central com uma gravação, impossibilitando esclarecimentos sobre o funcionamento do serviço em Butiá.

Desde o ano passado, os passageiros só acionam o serviço UBER através de ligações telefônicas, o que é ilegal. O UBER é uma empresa de tecnologia que deveria funcionar somente através do uso de aplicativo. Os motoristas que se intitulam UBER, distribuem cartões de visita com o número do telefone que deve ser acionado para fazer o transporte.

Nesta quarta-feira, acionamos o aplicativo através do telefone da redação da Atualidade para uma corrida até a Prefeitura Municipal. O sistema informou que o custo seria de R$ 5,75 pelo UBER X, mas que não havia carro disponível. Esta ligação foi às 15h. Já ás 15h11 um carro estava disponível para realizar o transporte. No entanto, em nova chamada às 15h21 novamente não existia nenhum veículo disponível.

taxiBuscando esclarecer esta situação, a Rádio Atualidade estará entrevistando nesta quinta-feira, 8, representantes dos taxistas e abrindo espaço para os motoristas do aplicativo UBER, apesar de não termos conseguido contatar com nenhum representante. O programa será apresentando a partir das 10h, nos estúdios da Rádio Atualidade e a produção aguarda contato dos motoristas que prestam o serviço em Butiá.

Deixe seu comentário: